Turismo

Passeios

História

Cultura

Capoeira

Religião

Culinária

Música

Investir

Home

Sair

 

 

CAPOEIRA ANGOLA

A Capoeira Angola é a mais tradicional das variações de Capoeira. É a que valoriza os aspectos herdados da cultura africana e eleva a Ccapoeira acima do status de uma simples arte marcial. Ela transforma a Capoeira numa manifestação de conscientização social, político e cultural.

Ser capoeirista exige perfeito domínio da cultura, das tradições, do jogo, do toque dos instrumentos e do canto das músicas. As principais características da Capoeira Angola são :

  • movimentos lentos, aparentemente displicentes, rente ao solo;
  • os jogadores mantêm-se na defesa e atacam quando o oponente menos espera;
  • o alvo do ataque é a cabeça do outro;
  • os corpos não se tocam;
  • apenas mãos e pés devem tocar o chão (o bom capoeirista de angola não suja a sua roupa);
  • a intenção deve ser sempre a de desequilibrar o outro, o que é conquistado menos pela força muscular e mais pela malícia, pela mandinga;
  • é utilizada uma dança corporal para simular e dissimular a intenção do ataque;
  • a ginga é ritmada pelo som de uma pequena banda musical composta de dois berimbaus, dois pandeiros, um atabaque, um reco-reco e um agogô e acompanhada de cantos.

Alguns nomes de grandes mestres são: Mestre Traíra, Caiçara, Besouro Mangangá, Cobrinha Verde, Sete morte, Cangiquinha, Pedro Mineiro, Valdemar da Paixão, sem esquecer, é claro, o incansável mestre Pastinha que viveu para praticar e ensinar tudo que conhecia de Capoeira Angola. Foi ele quem sistematizou a Capoeira em 1889, e quem também inaugurou em 1941 a primeira academia oficial de Capoeira Angola. Até hoje, mestre Pastinha tem seguidores que, para nossa sorte, vivem para praticar, ensinar e divulgar a Capoeira Angola. Uma das escolas mais tradicionais e mais representativa desta variação da Capoeira é o GCAP, Grupo de Capoeira Angola Pelourinho, liderado pelo mestre Morais.

Grupo de Capoeira Angola Pelourinho - capa disco